quinta-feira, 23 de abril de 2009

Vida


Por Mariana Tatos

Às vezes quando leio um texto ou poema como esse (abaixo) fico me perguntando como é louco ser humano...porque gostamos de ler algo que vem de encontro com a nossa alma? para nos sentirmos confortáveis? mas confortáveis do que e para que?? Outro dia numa livraria de São Paulo, estava observando as pessoas e os livros...nunca se venderam tanto livros de "auto ajuda" como hoje...

Será que é válida o sempre questionamento e reflexões de "aprendizado" sobre a vida, sobre o amor, sobre a juventude, sobre a beleza inteiror, sobre valores de vida?! se esta realmente for uma vastação do nada, preenchemos o tempo com a nossa "afloração humana" para sem fins ....bom, não sei , não tenho respostas... e às vezes me cansa também pensar... de qualquer forma me sinto bem com as palavras...palavras escritas palavras ditas e lidas....que sejas uma doce ilusão então, que me faz sentir emoções eternas de "ser viva" como uma gota d'água a escorrer pelos rios...seguindo o seu percuso...

.............

...Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra, é bobagem. Você não só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...

Um dia nós percebemos que as mulheres têm instinto "caçador" e fazem qualquer homem sofrer ...

Um dia descobrimos que se apaixonar é inevitável...

Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...

Um dia percebemos que o comum não nos atrai...

Um dia saberemos que ser classificado como "bonzinho" não é bom...

Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...

Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."

Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, mas não damos valor a isso... Um dia percebemos como aquele amigo faz falta, mas ai já é tarde demais... Enfim...

Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer o que tem de ser dito...

O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras... Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.

Mário Quintana

Um comentário:

  1. "O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras..."

    Essa é a minha maior duvida de sempre, me conformar ou lutar???
    Ser taxada como louca o tempo todo cansa, o que eu digo sempre é que não sou louca, sou viva, e como ser cheio de vida que eu sou eu quero mais vida.
    É engraçado como sempre que estou meio perdida, encontro palavras que me fazem voltar para o meu caminho...ontem andava meio triste e derrepente ouvi "todo amor que houver nesta vida" na voz da Cassia, essa música tem tudo a ver com o momento que estou vivendo agora.
    E de noite tava passando na TV o filme "O amor não tira férias",não sei se no Brasil tem o mesmo nome, e lembrei da 1 vez que o vi, estava numa ressaca sentimental terrivel, a pior da minha vida, e achava que nunca mais iria voltar a superficie.
    No começo do filme a Kate Winslet diz uma coisa que me fez chorar,e ainda faz quando eu lembro.
    "Existem muitos livros, filmes e músicas a falar do amor eterno, do amor que perdura, mas ninguem fala daqueles que amam sozinho, aqueles que sofrem por alguem que nunca os amou e nunca os amaram."
    O amor as vezes pode ser como um cancer...

    ResponderExcluir