sábado, 7 de fevereiro de 2009

O bom da vida adulta é ser criança

Por Mariana Tatos
O bom da vida adulta é ser criança?

Vivemos em uma sociedade por onde se obriga caminhar em uma pista de "gelo" para a contínua sobrevivência, é possível ainda perceber pequenas belezas e aprender com os "pequeninos"
Eis por alguns instantes, a espontaneidade e igenuidade, a liberdade, a pureza da inocência de tudo, se torna o centro das atenções como uma forma de despertar consciências....

É preferível ficar surdo, mudo, seco, impenetrável ao pequeno sorriso e convite à experimentações da brincadeira, do mundo de faz de conta, porque achamos bobagens...e nem damos conta que nós que somos bobos, bobos que pensamos agir de uma forma mais coerente na vida...pensamos como adultos independentes, responsáveis de nós mesmos....

E nessa vida louca contemporânea que levamos, em tempos é preciso aprender com as crianças a tranformar uma simples cadeira em um avião
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário